Posts recentes

Kabula London Classes

Capoeiristas and visitors are all welcome in Kabula London!

10513438_10152396073000044_7357521578116133931_n


Kabula London is a charitable organization based in Dalton.

See complete info in here

Trainings
when: Tuesdays and Thursdays
time: 7 pm to 9pm
where: St. Barnabas hall, Dalston, E82EA
contact: Charley 07791139096

Coordination: Treinel Charley and Treinel Jan

Anúncios

Em 2015, um novo espaço da Capoeira Angola do Rio de Janeiro

IMG_4363português – english

˜˜˜
Convite aberto para a inauguração – clique aqui

O Rio de Janeiro ganha em janeiro um novo espaço para a capoeira angola. Num dos mais antigos prédios do centro histórico da cidade, lugar de resistência, história e militância negra do Rio de Janeiro. Próximo ao metrô e principais linhas de ônibus metropolitanos, amplo, confortável e equipado com todas as facilidades para nossas atividades. Grupos da União Angoleira do Estado do Rio de Janeiro >> Dias e horários:

  • Gungaê de Capoeira Angola – terças e quintas das 17hs às 19hs (Mestre Lumumba)
  • Kabula Rio – segundas e terças das 18hs30 às 20hs30 (Mestre Carlão)
  • Só Angola – terças e quintas das 19hs às 21hs (Mestre Neco)

>> As sextas-feiras e sábados a programação será dedicada a atividades relativas e à Roda de Capoeira Angola

* mais informações em breve aqui neste blog!

13 palestrantes num diálogo emocionado

O Porto Importa :: livro Roda dos Saberes do Cais do Valongo / PDF

10426197_10205881369655094_212724732014732634_n

Projeto O Porto Importa – lançamento do livro, filme e expo fotográfica no Museu de Arte do Rio

O Kabula Artes e Projetos, integrante da Associação Cultural Ilê Mestre Benedito de Angola (ACIMBA) e do movimento cultural Conexão Carioca de Rodas na Rua (CCRR), desde junho de 2012 até agora, realiza mensalmente as Rodas de Capoeira do Cais do Valongo, que são apresentações públicas de capoeira angola, precedidas pelas Rodas dos Saberes, palestras gratuitas sobre a história, identidade e manifestações culturais na Região Portuária, realizadas a céu aberto no antigo Cais do Valongo. Esta iniciativa vem despertando interesse do público ampliado com a revitalização e requalificação das áreas históricas do Rio de Janeiro e foi reconhecida pelo Prêmio Porto Maravilha Cultural da Prefeitura do Rio de Janeiro por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (CDURP). Como resultado do prêmio, o projeto lançará um livro, um filme e uma exposição fotográfica, em fevereiro de 2015, no Museu de Arte do Rio três produtos:

  1. O livro “Rodas dos Saberes do Cais do Valongo”, organizado pelo mestre de capoeira Carlo Alexandre, editado pelo escritor e jornalista Délcio Teobaldo, com fotografias de Maria Buzanovsky, reúne 13 das palestras ocorridas com especialistas reconhecidos nas áreas de história, artes e cultura popular. Traz, por exemplo, temas como a conjuntura histórica escravocrata na região do Valongo e Rio de Janeiro e a expressão e controle de culturas populares de resistência ontem e hoje.
  2.  O filme “Memórias do Cais do Valongo”, com 28 minutos, apresenta entrevistas com seis autores do livro Memórias do Cais do Valongo sob direção do cineasta Antônio Carlos Muricy, co-direção de Carlo Alexandre Teixeira e participação especial de Délcio Teobaldo. Enfatiza a memória e história passada na região portuária que ficou conhecida no séc. XIX com o nome “Pequena África”, termo cunhado segundo consta pelo sambista e pintor, Heitor dos Prazeres.
  3. A exposição fotográfica com fotos das Rodas do Cais do Valongo, promove o Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil (IPHAN) e da Humanidade (UNESCO) – as Rodas de Capoeira – sob visão artística da premiada fotógrafa Maria Buzanovsky.

Com esses produtos idealizados por Carlo Alexandre Teixeira (Mestre Carlão), sob a condução da produtora Ana Carolina Oliveira Santos, o Kabula Artes e Projetos através do prisma cultural da capoeira angola, objetiva colaborar com a preservação da memória; promover a divulgação e valorização do patrimônio cultural imaterial das culturas de matriz afro-brasileira no Rio de Janeiro, que têm o seu berço histórico na Região Portuária. Servem como uma lente para todo brasileiro olhar para si e para seu redor enquanto produtos do contexto e da cultura afro-brasileira. São uma contribuição à capacitação de professores ao se alinhar com as diretrizes da lei 11.465, de 10 de março de 2008, que dispõe a obrigatoriedade do estudo e ensino dos diversos aspectos da história e da cultura das etnias africanas e indígenas.

:::::::

The Kabula Arts & Project, a member of the Associação Cultural Ilê Mestre Benedito de Angola (ACIMBA) and the cultural movement Conexão Carioca de Rodas na Rua (CCRR), since June 2012 till now, conducts a monthly Capoeira Roda at the Valongo’s Docks, which are public performances of capoeira Angola, preceded by the Roda dos Saberes – free lectures on the history, identity and cultural events in the old Rio Port area – held in the open area of the Cais do Valongo. This initiative has attracted interest from larger audience with the revitalization and redevelopment of the historic areas of Rio de Janeiro and was recognized by the award Porto Maravilha Cultural program of Rio de Janeiro City Hall, through the Urban Region Development Company of the Port of Rio de Janeiro (CDURP). As a result of the award, the project will launch a book, a film and an photo exposition on February, 2015, in the Museu de Arte do Rio (MAR) three products:

  1. The book Roda dos Saberes do Cais do Valongo, organized by capoeira master Carlo Alexandre, edited by writer and journalist Délcio Teobaldo, with photographs of Maria Buzanovsky, brings together 13 of the lectures occurred in Valongo’s Wharf, with recognized experts in the fields of history, arts and popular culture. It brings, for example, issues such as the historical context of slavery in the region of Valongo and Rio de Janeiro and the expression and control of popular cultures of resistance yesterday and today.
  2. The film Memórias do Cais do Valongo, with 28 minutes, features interviews with six authors of the book Roda dos Saberes do Cais do Valongo, under the direction of filmmaker Antônio Carlos Muricy and co-directed by Carlo Alexandre Teixeira, com a participação especial de Délcio Teobaldo. Emphasizes the memory and past history in the port region of Rio, which became known in the nineteenth century with the name “Little Africa”, a term coined by reportedly samba and painter, Heitor dos Prazeres.
  3. The photo exhibition with pictures of the Rodas do Cais do Valongo, promotes the Intangible Cultural Heritage of Brazil (IPHAN) and Humanity (UNESCO), the Roda de Capoeira, under the artistic vision of award-winning photographer Maria Buzanovsky.

With these products devised by Carlo Alexandre Teixeira (Mestre Carlão), under the guidance of producer Ana Carolina Oliveira Santos, the Kabula Arts & Projects, through the cultural prism of Capoeira Angola, aims to collaborate with the preservation of memory; promote the dissemination and appreciation to the african-Brazilian intangible cultural heritage of Rio de Janeiro, which have it historic home by the old Port Region. To serve as a lens to every Brazilian look into yourself and their surroundings while results of the context and the african-Brazilian culture. This is a contribution to the training of teachers to align with the guidelines of the law 11.465 of 10 March 2008, which determines and requires the teaching and learning of the various aspects of African and indigenous groups history and culture in Brazil.